Luto por animais de estimação

A importância de validarmos a dor da perda de um pet

Para os tutores de algum animal de estimação, pensar na morte do pet é algo muito difícil. Afinal, o bichinho se torna parte da rotina e da família – a convivência é diária, a preocupação com o seu bem-estar é constante e a troca de carinhos também. Os animais de estimação trazem inúmeros benefícios para os seres humanos, como a melhora da qualidade de vida e auxílio no tratamento de transtornos mentais como ansiedade e depressão. Leia mais sobre o assunto aqui.

A relação de afeto criada com um pet é muito pura e verdadeira. Mas, em muitos casos, o sofrimento ao perdê-lo é visto como algo exagerado e não justificável. O luto e a dor por um animal de estimação podem ser muito semelhantes aos que ocorrem quando um familiar querido morre. Como já falamos outras vezes por aqui, o processo de luto não acontece somente em relação à perda de uma pessoa: pode ocorrer também em casos de relacionamentos, empregos e, claro, animais de estimação. Todos os lutos devem ser respeitados, validados e ganhar espaço na discussão, sem comparações ou julgamentos.

Os rituais de despedida também são parte importante do luto por animais. Através deles, é possível iniciar um processo de adaptação para a vida sem a presença do pet. Por causa da relevância deste ritual para os donos, diversos novos serviços estão sendo oferecidos: muitas funerárias já disponibilizam o plano pet, com opções de cremação, homenagens e cerimônias de despedida especiais.

Viver o luto pela morte de um pet é fundamental para que os donos possam elaborar aquela perda e aceitar a mudança em suas vidas. É necessário que a pessoa viva a sua dor e que, também, os outros ao seu redor tenham compreensão e não minimizem a situação com frases do tipo: “Mas é só um cachorro, porquê você está sofrendo tanto? É só arrumar outro!”. Entender e respeitar o fato de que o dono passa por um processo de luto doloroso é uma maneira de melhor acolhê-lo e ajudá-lo durante esses momentos.

________________________________________________________________________________________________________

E COMO AGIR APÓS A PERDA DE UM PET? CONFIRA ALGUMAS ORIENTAÇÕES PARA ESSA SITUAÇÃO:

  • Permita-se viver a sua dor: não esconda os seus sentimentos ou sinta-se culpado por viver o luto.
  • Crie um ritual de despedida: se for do seu interesse, entre em contato com algum serviço de memorial pet, ou prepare uma celebração em casa mesmo, para lembrar dos momentos e homenagear o pet.
  • Respeite o seu luto: o luto não tem um “tempo limite” ou simplesmente desaparece após semanas ou meses. Portanto, tenha paciência e respeite este momento. 
  • Se você sentir que não está conseguindo enfrentar o momento sozinho, procure acompanhamento psicológico.

A importância dos rituais de despedida já foi tema de discussões do inFINITO. Se você se interessa pelo tema e quer saber mais, acesse:

Compartilhe

Compartilhe

Nos acompanhe também em outros canais:

Nos acompanhe também em outros canais:

VOCÊ TAMBÉM PODE GOSTAR_